Os 1.300 habitantes da pequena comunidade de Bussière-Galant, na França, recentemente ganharam um novo e incomum vizinho – uma elefanta chamada Gandhi. Com 52 anos é a primeira residente de um santuário exclusivo para ex-elefantes de circo e zoológico.

Sofie Goetghebeur e Tony Verhulst, dois ex-tratadores de animais criaram o santuário em resposta à proibição do emprego de animais selvagens em circos. A proibição está atualmente em vigor em 23 países europeus e em breve será adotada na França.

Os tratadores do zoológico acreditam que há cerca de 100 elefantes atualmente em circos em toda a Europa. Mandá-los de volta para a Ásia ou África costuma ser complicado e pode ser perigoso para os animais, por isso é melhor encontrar um santuário local para eles.

Situado no coração do parque natural Périgord-Limousin em Bussière-Galant, Sofie e Tony começaram a construir o chamado “Elephant Haven em uma velha fazenda de 29 hectares em 2016. O prefeito Emmanuel Dexet ficou inicialmente “um pouco surpreso “mas” feliz “com a ideia de criar o santuário.

O primeiro gostinho de liberdade de Gandhi

Acredita-se que Gandhi seja da Tailândia e nasceu na natureza. Ela foi transportada para o parque de Givskud, Dinamarca em 1973 e confiada ao antigo zoológico de Pont-Scorff (atualmente Les Terres de Nataé) em 1998.

“Acredita-se que Gandhi tenha passado por alguns eventos traumáticos no passado, em particular relacionamentos difíceis com sua própria espécie”, disse a equipe de Elephant Haven em seu boletim informativo.

Como os elefantes são criaturas sociais, ela será lentamente reintroduzida com outros elefantes no ambiente calmo do santuário.

Ela foi transferida para o refúgio em 14 de outubro, após meses de preparação.

Acompanhe nesse vídeo a chegada de Gandhi ao Santuário.
No Brasil?

O Brasil conta com um santuário para Elefantes desde 2013. A Associação Santuário de Elefantes Brasil (SEB) é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que resgata elefantes cativos em situação de risco, oferecendo-lhes o espaço, as condições e os cuidados necessários para que possam se recuperar física e emocionalmente dos anos passados em cativeiro.

O Santuário está localizado no município de Chapada dos Guimarães, Mato Grosso. O SEB é uma colaboração da Associação Santuário de Elefantes Brasil (SEB) e duas renomadas organizações internacionais de defesa e estudo dos elefantes: ElephantVoices e Global Sanctuary for Elephants.

Atualmente, o Santuário tem cinco habitantes: Maia, Rana, Lady, Mara e Bambi, cinco elefantas asiáticas resgatadas, após décadas de suas vidas trabalhando em circos e zoológicos.

Na América do Sul, 5 países já aprovaram leis nacionais para proibir o uso de elefantes em apresentações para o público.

Esses esforços progressivos são inéditos e devem ser louvados, mas eles tiveram uma consequência inesperada, pois elefantes que não estão trabalhando estão sendo deixados em fazendas rurais com poucos cuidados e cada vez mais negligenciados, ou em pequenos recintos em zoológicos, supervisionados por pessoas sem conhecimento especializado em elefantes.

A América do Sul como um todo, e o Brasil em particular, não são as únicas regiões lutando para encontrar alternativas progressivas para o cuidado de elefantes.

Temos observado vários esforços similares se estagnando na fase conceitual, enquanto os elefantes continuam a sofrer um destino de negligenciamento.

Para conhecer mais sobre o santuário e contribuir com a preservação dos Elefantes, acesse os canais oficiais:

Instagram: www.instagram.com/elefantesbrasil/

Site Oficial: www.elefantesbrasil.org.br

Fonte(s):

https://www.euronews.com/green/2021/11/25/france-opens-europe-s-first-retirement-home-for-elephants

https://elefantesbrasil.org.br/

Deixe um comentário

× Posso te ajudar?