PS: Com todo amor e carinho.

Quando nos encontramos em uma situação difícil, tudo ao nosso redor parece não fazer mais sentido. Um desânimo toma conta e as nossas forças vão ficando em um nível muito baixo. No entanto, esse texto não é para descrever sintomas ou falar o quão isso é ruim ou oferecer qualquer fórmula mágica para a resolução desse quadro temporário.

O único objetivo aqui é dizer: VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO(A)!

Ao longo dessa nossa conversa, vamos juntos, analisar alguns pontos, debater outros e apresentar alternativas que talvez não tenha chego até você. Apesar de sermos diferentes um dos outros e enfrentarmos situação das mais complexas, há sempre uma raiz muito próxima e a base para encontrarmos a solução está dentro de nós.

Mas, como vamos achar uma solução dentro de nós, se estamos desanimados, sem força e enfrentando todos os tipos de pensamentos ruins?

Precisamos dar um passo por vez.

Vamos começar?

Você sabia que alguns medicamentos têm como efeito colateral registrado na bula, sintomas de ansiedade, tristeza e depressão? Muitos desses medicamentos são amplamente utilizados por grande parte das pessoas. Veja abaixo se você está utilizando algum deles:

Inibidores da bomba de próton:Omeprazol, pantoprazol, esomeprazol, dexilant… *
Beta-bloqueadores:Atenolol, carvedilol, metoprolol, propranolol…
Corticoides:Metilprednisolona, prednisona, hidrocortisona, triancinolona…
Benzodiazepinas:Alprazolam, diazepam, lorazepam, flurazepam…
Anticonvulsivantes:Carbamazepina, gabapentina, lamotrigina, pregabalina e topiramato…
Estatinas e fibratos:Sinvastatina, atorvastatina, fenofibrato…

* Geralmente muitos médicos indicam no tratamento dos “inibidores da bomba de próton” outro remédio conhecido como “domperidona” que também tem esses efeitos registrados na bula.

Além dos citados acima, muitos outros tem efeitos colaterais que podem estar levando à um quadro de tristeza leve/moderada, ansiedade e depressão. Se você está tomando algum medicamento, verifique na bula se há essa possibilidade.

Ainda em relação aos medicamentos, é sempre importante observar se o inicio desses sintomas, coincidiu com a parada de algum remédio. Há inúmeros remédios que precisam ser interrompidos gradativamente. Quando não realizado da forma correta, pode desencadear um ou todos esses sintomas.

Os remédios são necessários em um primeiro momento, mas eles apenas remediam. É preciso investigar a raiz para que isso não volte a ocorrer.

Verificado isso, vamos continuar com a nossa investigação.

Um ponto importante a consideramos são os VERMES. Vermes?! Isso mesmo. A Organização Mundial de Saúde acredita que uma em cada três pessoas no mundo está infectada por algum tipo de parasita. Os vermes podem causar perda de apetite e de peso, tosse, insônia, anemia, excesso de sono, problemas de memória e respiratórios, cansaço e até a DEPRESSÃO.

* No rodapé dessa página, estarão disponível os artigos e estudos que mostram a correlação dos vermes com a depressão e com o aumento do suicídio.

Que tal conversar com o seu médico sobre um exame para a detecção de vermes? Lembrando que na maioria dos casos os vermes podem não ser detectados, mas o médico pode receitar um vermífugo sem um exame prévio. Nos tempos dos nossos avós, era muito comum a prática anual ou semestral da desparasitação. Você ainda encontra métodos naturais que podem ser usados para auxiliar nesse processo de combate aos parasitas que habitam nosso corpo.

Vamos falar um pouco de Natureza?

Existem muitas evidências que a natureza traz benefícios à saúde do corpo e da mente. Um estudo feito pela Universidade de Queensland, na Austrália, avaliou os efeitos do contato com a natureza para a saúde. De acordo com a pesquisa, passar apenas 30 minutos semanais em parques/sítios poderia reduzir em 7% os casos de depressão. (Artigo: aqui).

Você já percebeu que quando estamos tristes, sem vontade de fazer nada ou com um desânimo completo, a primeira coisa que queremos é ficar em um quarto, longe do sol, das pessoas e da natureza?! É um processo de desconexão. E não há nada melhor para retomarmos essa conexão do que a NATUREZA. Quanto tempo você não coloca o pé na TERRA? na ÁGUA de uma cachoeira? no MAR?

Tente fazer um teste. Se você sentir uma energia nova, uma melhora na disposição, invista em doses diárias de NATUREZA.

Os seis melhores médicos: Sol, água, ar, exercício, dieta e alegria. Eles se encontram a disposição para curar teus males sem te cobrar um centavo. (Livro: Controle Cerebral e Emocional – Narciso Irala)

E a sua DIETA?

Você tem utilizado alimentos que ajudam a sua disposição? Que melhoram seus níveis de “hormônios da Felicidade”? Os estudos mais recentes mostram que o intestino é o nosso SEGUNDO CÉREBRO e que ele é a chave física para vencermos a ansiedade e a depressão. O nosso intestino é habitado por 10 trilhões de bactérias, sendo que para um bom funcionamento de todo o nosso sistema, a maioria dessas bactérias precisam ser benéficas, caso contrário, um desequilíbrio acontecerá. Você toma/tomou muito antibiótico? Ele além de matar as bactérias nocivas, também mata as bactérias amigas. Uma forma de repovoar nosso intestino com bactérias boas é fornecer alimentos pré-bióticos e pró-bióticos. Nesse vídeo, o DR. Fernando Lemos, explica a relação do intestino com a ansiedade e a depressão. O canal dele é cheio de dicas para o funcionamento saudável do trato gastro-intestinal. Esse outro vídeo dele, pode ajudar você a melhorar a sua microbiota intestinal (clique aqui).

Para uma dieta detalhada, assista ao vídeo do DR. Marco Menelau: clique aqui.

Dê uma olhada nessa mistura natural indicada pelo Tiago Rocha para ter mais ENERGIA e DISPOSIÇÃO: clique aqui.

Além de olharmos para a dieta, outro ponto importante é a SUPLEMENTAÇÃO. Existem suplementações específicas para ansiedade e depressão que podem fazer verdadeiros milagres. Se você tem acesso e condições, pode procurar um médico ortomolecular, mas se no momento, você não pode consultar um médico dessa área, vou deixar para você alguns vídeos de grande importância e que podem mudar completamente o seu estado atual: Suplementos 01Suplementos 02.

Áudios Binaurais! Você conhece?

É um termo dado a uma alteração medida na atividade cerebral quando apresentada com um estímulo de áudio. Basicamente, o som é composto por dois tons diferentes executados separadamente em cada ouvido. Como efeito, o cérebro produz uma resposta (batida binaural) respondendo à diferença entre os tons, e não aos próprios sons reais, gerando um terceiro som (tom).

Há milhares de estudos/artigos e informações sobre as batidas binaurais, mas o que realmente impressiona é a quantidade de relatos positivos. É um auxiliar importante de curto e médio prazo.

Abaixo, está um áudio binaural que tem a função de estimular a serotonina, sendo assim, um poderoso anti-depressivo. Para o correto funcionamento, é preciso escutá-lo com fones de ouvidos. O recomendado é ouvir ele duas vezes ao dia.

* Coloque em um volume agradável e escute por pelo menos três dias, se nesse tempo, você notar uma melhora, continue escutando até atingir seus objetivos. Caso não faça efeito para você, tente outros áudios no youtube. Os áudios binaurais são uma ferramenta valiosa e gratuita. Busque por “Binaurais serotonina endorfina”.

Há um excelente aplicativo para android (clique aqui para baixar) que trabalha com binaurais. Ele é gratuito e simples de usar. Entre os sons disponíveis, você encontra um para insônia e distúrbios do sono.

Respiração

Uma forma muito conhecida de controlar o nosso sistema é através da respiração. Raramente nos damos conta da importância de respirar conscientemente.

Um estudo feito na Universidade da Pensilvânia (PENN) mostrou a eficiência de uma técnica de respiração conhecida como Sudarshan Kriya yoga, que ajuda a aliviar a depressão em pessoas que não respondem completamente a tratamentos com antidepressivos. Além desse, há outros estudos e relatos do poder da respiração (os artigos estarão no fim do texto).

No início de algumas técnicas, um grande incomodo pode surgir. Não estamos acostumados a ter esse controle e o desconforto vem como algo natural. Aqui nesse vídeo, são ensinadas técnicas direcionadas para a ansiedade e depressão.

Uma técnica que beneficia muitas pessoas é o Nadi Shuddhi. Nesse vídeo, ministrado pelo Sadhguru, ele ensina essa prática SIMPLES e PODEROSA.

Alguns aspectos para observamos…

Agora que vimos um pouco sobre a parte física, vamos analisar alguns aspectos emocionais?

Há vários motivos que podem fazer a gente ficar para baixo; perda de uma pessoa que amamos, problemas de relacionamento, problemas de saúde (quando a rotina inteira é modificada), problemas financeiros, causas desconhecidas…

Muitos dos fatores que podem desencadear esses sintomas tem com base alguns aspectos:

Culpa

Quando alguma coisa não sai conforme idealizamos, a nossa primeira reação é nos culparmos ou culparmos alguém. É uma resposta natural da nossa mente. Em relação ao outro, é interessante perceber que as pessoas são e estão em níveis de entendimento diferente uma das outras. Entendendo isso, conseguimos compreender o porquê das variadas atitudes do ser humano.

Muitas vezes, as pessoas ao seu redor não vão entender o que você esta passando. Talvez isso te faça se sentir mais sozinho e triste. Mas, e se você tentar mudar o foco e olhar de outra forma? Você já pensou que tudo que está acontecendo nesse momento, pode ser essencial para que lá na frente você ajude outras pessoas que vão passar pelas mesmas coisas que você está passando? Olha se isso já não seria um grande propósito de vida? Enfrentar algo agora para ajudar muitas pessoas no futuro.

E quando a gente se culpa?! Não importa o que você tenha feito, quando você reconhece que aquilo não foi legal, você amadureceu e evoluiu.

Naquele exato momento, era o máximo que você poderia ter feito. É nesse ponto que podemos entender as atitudes das outras pessoas. É o máximo que elas podem fazer no momento. Você pode fazer milhares de perguntas relacionadas ao passado; se eu tivesse me casado com A e não com B? Se eu não tivesse tido tal atitude? Se eu tivesse feito de outra forma? Qualquer ação realizada na vida pode ter milhares de caminhos, mas nós tomamos aquela atitude porque era o que o nosso entendimento (preparo emocional, conhecimento…) poderia fazer no momento.

Sempre podemos olhar os desafios da vida por vários ângulos. Imagine uma pessoa com problemas de alcoolismo que se culpa por não conseguir se livrar do vício. Talvez ela tenha perdido família, amigos e sabe que precisa parar. Ela faz um propósito de vida de não beber mais. Fica 1 mês sem beber e logo em seguida tem uma recaída. Ela tenta novamente e tem mais uma recaída. Na cabeça dela, ela fracassou e nunca vai conseguir parar de beber. Mas alguém que está de fora pode olhar para a situação e ver o seguinte: Ela bebia todo dia, tentou não beber mais e conseguiu ficar 1 mês sem beber, depois mais outro mês sem beber. Nesses dois meses, ela deixou de beber por 58 dias e bebeu apenas 2. Isso é uma vitória. Mas a pessoa envolvida vê isso como uma derrota.

Esse exemplo pode ser aplicado em quase tudo. Se você estava há meses com tristeza, angústia e, conseguiu por 1 dia se sentir um pouco melhor, excelente! Você avançou. Não se culpe se amanhã você voltar a sentir tristeza. É um processo natural.

Uma coisa legal de fazer é começar (no seu ritmo) a cuidar cada vez mais do seu jardim (seu corpo/mente/espírito) para atrair as mais belas borboletas (bons amigos, pessoas queridas, bons momentos, felicidade…).

Quando você estiver bem, poderá tomar as melhores decisões. É importante não tomarmos decisões bruscas quando estamos fragilizados. A mudança gradativa é um caminho sólido que só trará benefícios.

Embora ninguém possa voltar e mudar o passado, qualquer um pode começar agora e fazer um novo futuro. (Chico Xavier)

O que queremos ser VERSUS a Sociedade

Uma das principais fontes para a ansiedade, tristeza e frustração está na tentativa de se adequar ao grupo e as tendências. Por natureza, somos seres que queremos ser aceito na sociedade. Na busca por essa aceitação, somos capazes de realizarmos coisas inimagináveis.

Você se identifica com isso? Uma forma de analisar essa questão é fazendo uma pergunta: “Se eu estivesse em uma ilha deserta, faria o que estou fazendo?” Você sabe que o mundo não é uma ilha deserta, mas essa pergunta é um exercício mental que isola todos os julgamentos das pessoas e te proporciona encontrar o que realmente tem vontade de fazer.

Quando você tem essa percepção, fica mais fácil de achar um meio termo entre a “sociedade” e a “ilha deserta”. Todo extremo não é bom. O interessante é ficar perto do equilíbrio.

A importância de conversar

É natural haver um isolamento e um medo de nos abrirmos sobre o que estamos passando. Experimente conversar com algum profissional de confiança sobre o que está acontecendo. Quando externamos nossos sentimentos, o corpo relaxa de alguma forma. Ele expulsa para fora tudo que está trancado no mais profundo da nossa mente. Se esse processo é feito na presença de um profissional, ele vai conseguir te orientar e te ajudar da melhor forma possível.

Se você tem condições, procure por um bom Hipnoterapeuta. A Hipnose é uma ferramenta espetacular para tratar ansiedade, crenças limitantes, fobias e depressão. Caso você não possa fazer esse investimento no momento, no youtube, há excelentes profissionais que podem ajudar.

Se você quer contar mais sobre o seu caso, relatar se algo dessa nossa conversa te ajudou, ou sugerir alguma alternativa para as pessoas, a seção de comentários (no fim do texto) dessa página estará aberta.

No canto inferior direito, você pode conversar pelo whatsapp com a gente. Sinta-se a vontade.

Eu espero, do fundo do meu coração, que alguma coisa no texto possa ter brilhado em você, sendo o inicio de uma vida saudável, próspera e feliz. E só quero te fazer um único pedido. Quando você sair dessa situação, ajude outras pessoas que estão ou que passarão por algo semelhante. Combinado?!

Ahhh, e lembre-se: VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO(A).

Lucas S. Ferreira

Outros relatos interessantes:

As lâmpadas que você usa e os sintomas de depressão: https://blogdoguida.wordpress.com/2017/03/27/suas-lampadas-estao-te-cegando-e-te-deixando-com-depressao/

Montanha Russa e Acidentes com a Cabeça (Lair Ribeiro): https://www.youtube.com/watch?v=R8CkKLH8LB8&

Artigos descritos no texto:

Vermes:

https://www.dailymail.co.uk/health/article-2850645/Could-depression-INFECTIOUS-DISEASE-Condition-caused-parasites-bacteria-virus-prevented-jab-expert-claims.html

https://www.medicalnewstoday.com/articles/249230.php#1

Respiração:

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2016/11/16/controlar-a-respiracao-diminui-os-sintomas-da-ansiedade-e-da-depressao.htm

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2018/04/02/tecnica-de-respiracao-me-tirou-da-depressao-conta-senhora-de-80-anos.htm

16 Comentários

  • Geizy
    Posted 21 de julho de 2023 09:33 0Likes

    Gratidão Lucas! Não tinha encontrado ainda algo tão completo em relação a ansiedade e depressão, e ainda condensado em forma de post, além de fornecer artigos e vídeos externos que auxiliam no aprendizado. Trabalho excelente!!

    • User Avatar
      Lucas S. Ferreira
      Posted 21 de julho de 2023 17:18 0Likes

      Olá Geizy, tudo bom? Fico feliz que tenhas gostado. Gratidão pelo feedback. ❤️❤️❤️

  • Roselia
    Posted 25 de junho de 2021 14:49 0Likes

    Eu faço 51 anos agora em setembro não tomo medicamentos, não tomava até contrair covid, com tudo que deu estou tomando vitaminas para crescer o cabelo biotina e Zinco quelado e vitamina para aumentar a imunidade, e por mais 3 meses anticoagulante devido a uma embolia, no mais faço hooponopono para dor de cabeça e pra ansiedade e reiki que ajuda muito.
    Fiz regressão a tempo atras e hipnoterapia final do ano passado, essas alternativas são maravilhosas ao invés de tomarmos medicamentos, precisamos nos ajudar encarar nossos desafios, nossos problemas de cara limpa aos poucos, assim desceremos e seremos felizes dentro do possível!!

    • User Avatar
      Lucas S. Ferreira
      Posted 26 de junho de 2021 08:14 0Likes

      Olá Roselia. Gratidão por esse relato valioso. Sim, hoje temos muitas ferramentas e pessoas dispostas a ajudar. ❤️

  • rosangela silveira pedroso
    Posted 24 de junho de 2021 13:46 0Likes

    Parabéns Lucas! Muito pertinente esse artigo tendo em vista esse momento tão difícil que estamos vivendo, até mesmo o mais equilibrado dos humanos deve estar à beira de um colapso nervoso.

    • User Avatar
      Lucas S. Ferreira
      Posted 26 de junho de 2021 08:09 0Likes

      Olá Rosangela. Realmente é um momento de olharmos para dentro. Gratidão pelo seu comentário. ❤️

  • Nivia
    Posted 23 de junho de 2021 11:48 0Likes

    Um texto esclarecedor e fácil de entender! Muito orgulho, querido!

  • Ana Maria
    Posted 22 de junho de 2021 19:39 0Likes

    Perfeito. O texto abrange todas as áreas do nosso ser. Está totalmente integrado com a Psicologia Positiva. Muito bem elaborado . Parabéns . Gratidão

  • Margarida
    Posted 31 de março de 2021 21:00 0Likes

    Gostei muito.
    Senti-me compreendida. Obrigada.

    • User Avatar
      Lucas S. Ferreira
      Posted 1 de abril de 2021 21:01 0Likes

      Olá Margarida. Gratidão pelo comentário. ❤️ Fico feliz que o texto tenha ajudado. ❤️

  • Marisa carla alves
    Posted 28 de março de 2020 08:23 0Likes

    Nossa achei a resposta aqui, 13 anos sem beber e derrepente tive uma recaída, me senti frustada envergonhada o que minha família pensaria de mim, e elas falaram foi apenas uma falha mas em minha mente foi um fracassa jamais conseguiria ficar sóbria de novo tanto tempo.
    acho que encontrei a resposta levantar e prosseguir.
    obrigada mesmo.

    • User Avatar
      Lucas S. Ferreira
      Posted 28 de março de 2020 08:29 0Likes

      Olá Marisa. Fico feliz que o texto tenha ajudado você. ❤️❤️ É isso mesmo; levantar e prosseguir. ⭐⭐

  • Eugênia Becker
    Posted 27 de março de 2020 08:22 0Likes

    Eu me senti bem, o tempo todo que levei pra ler… Foi uma sensação de que alguém me ouviu de verdade, estou ouvindo o som ainda, e com a sensação de que hoje eu vou conseguir dormir, pois há duas noites e dois dias que não durmo! Meus olhos ardem, mais eu estou bem! E prometo que se eu sair dessa vou estar mais atentas as outras pessoas, e ajudar sempre ❤️ obrigada.

    • User Avatar
      Lucas S. Ferreira
      Posted 27 de março de 2020 08:29 0Likes

      Olá Eugênia. Muito obrigado pelo seu comentário. Tenho certeza que você sairá dessa. ❤️❤️❤️

Deixe um comentário

× Posso te ajudar?